Efeito do controle de mobilidade contra a epidemia de COVID-19 na China

Um artigo publicado em 25 de março de 2020, em uma das mais conceituadas revistas cientificas do mundo afirma que a diminuição da mobilidade da população na China diminuiu o número de infecções por COVID-19. Após a implementação de medidas drásticas de controle em todo o país, as taxas de crescimento se tornaram negativas, indicando que a transmissão foi atenuada com sucesso. A correlação das taxas de crescimento e da mobilidade humana de Wuhan se tornou negativa. Isso pode, em parte, ter relação com as restrições de viagens, mas também ao fato de que as medidas de controle podem ter sido mais drásticas em locais com surtos maiores causados por transmissão local. Os autores mostram também que a disponibilidade de testes para diagnostico tem parte nessa diminuição dos casos, pois quanto mais testes forem realizados, mais casos assintomáticos são detectados. No entanto, a diminuição na mobilidade foi o principal fator de diminuição nos casos de COVID-19.
Então por favor, fiquem em casa.

Fonte: Kraemer e colaboradores, publicado na Revista Science em março de 2020. Para maiores informações acesse o artigo original em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=Rational+use+of+face+masks+in+the+COVID-19+pandemic

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s