Interação entre laserterapia de baixa potência e extrato de guaraná (Paullinia cupana) induz efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios e antiapoptóticos e promove proliferação em fibroblastos dérmicos

Antecedentes: A terapia com laser de baixa intensidade (LLLT) tem diversas aplicações clínicas; no entanto, seus benefícios não são universais. Portanto, a terapia combinada com LLLT e extratos da planta de guaraná (Paullinia cupana) pode melhorar sua eficácia, pois os extratos de guaraná apresentam propriedades antienvelhecimento.

Objetivos: Avaliar os efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios, antiapoptóticos e proliferativos da terapia combinada de LLLT e extrato de guaraná em fibroblastos dérmicos humanos.

Métodos: Fibroblastos dérmicos humanos (HFF-1) foram cultivados e inicialmente expostos a diversas concentrações (1, 3, 5, 10, 30 µg/mL) de extrato de guaraná. A concentração experimental de extrato de guaraná foi selecionada pela análise dos níveis de citocinas, oxidação do DNA e marcadores apoptóticos em culturas de fibroblastos expostos ao LLLT (4 J/cm2) e não expostos ao LLLT. Após 72 horas, as células foram analisadas por meio de ensaios espectrofotométricos, fluorimétricos, imunológicos e de expressão gênica (qRT-PCR). A citometria de fluxo foi usada para avaliar o efeito de cada tratamento no ciclo celular.

Resultados: Fibroblastos tratados com guaraná (5 µg/mL) exibiram propriedades anti-inflamatórias e antiapoptóticas sendo utilizados em protocolos complementares. O tratamento combinado com guaraná e LLLT diminuiu significativamente a carbonilação, lipoperoxidação e oxidação do DNA, diminuiu a expressão de mRNA e proteína de moléculas pró-inflamatórias e aumentou a expressão do gene e da proteína de IL-10. Guaraná mais LLLT também diminuiu os níveis de caspases 1, 3 e 8, aumentou a porcentagem de células na fase S e diminuiu os níveis de FGF-1 e KGF-1. Algumas dessas alterações também foram observadas após o tratamento apenas com guaraná ou LLLT.

Conclusões: Nossos resultados sugerem que o tratamento concomitante com guaraná e LLLT pode promover a bioestimulação de fibroblastos e, portanto, é clinicamente relevante. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31343815/.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s